Você conhece os 4 tipos de fome?

Você já parou de pensar ao decorrer do dia, em quantas vezes ingeriu um alimento porque realmente estava com fome ou por algum outro motivo? Ansiedade, tristeza, estresse, tédio, felicidade, memória emocional e até ocasiões sociais nos fazem comer mais alimentos do que o nosso corpo necessita. Isso acontece porque acabamos treinando nossa mente a entender a comida como uma recompensa ou conforto.

Para desenvolver uma dieta saudável e menos calórica é necessário entender a fome e seus tipos, porque esta pode ser caracterizada de diferentes maneiras em nossa vida. Com isso, separamos os quatro tipos mais comuns de fome e suas peculiaridades, para que você possa entender melhor cada fome e determinar quando ela ocorre.


Fome fisiológica

É causada pela necessidade de nutrição do corpo humano. Em outras palavras, é uma fome "real", sem acompanhamento emocional. Pode ocorrer em velocidade ou tamanho divergentes para cada indivíduo, devido as variantes genéticas.

Para superar este tipo de fome da melhor forma, é necessário que você faça escolhas mais nutritivas, e ainda, tente realizar a ingestão com calma e atenção.


Fome Social

Pode surgir quando estamos inseridos em um contexto social. Sendo, basicamente, a vontade de comer no caso de festas de aniversários ou encontros entre amigos e familiares.

O ideal para este caso, é que você aproveite os momentos com moderação, para que não cometa exageros.


Fome específica

Está relacionada a vontade de comer um alimento específico. É quando, normalmente, a sensação de prazer na ingestão ocorre de forma imediata.

Nesta situação coma moderadamente e sem culpa, porém é importante evitar que isso se torne um hábito.


Fome emocional

Acontece quando o comportamento alimentar envolve um estado emocional específico, onde comer é uma forma de compensação. Geralmente, é desencadeada por uma situação de ansiedade, dor, depressão ou extrema alegria. Neste caso, os alimentos mais populares são os doces ou ricos em farinha. Ambos estimulam a região do cérebro ligada ao prazer.

Por estar relacionado a emoções, é interessante que você mantenha seu cérebro ocupado, procure realizar alguma atividade física, leitura, ou ainda escutar músicas. A água, também, pode ser uma grande aliada neste momento.

A melhor maneira de entender a fome, é procurar entender se você está realmente com fome ou com vontade de comer. Avalie os sinais do seu corpo, procurando observar os tipos de fome que você sente no dia a dia. Isso irá te proporcionar melhor controle sobre a sua alimentação e emoções.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo